Desde os primeiros minutos de vida do bebê, o leite já se mostra essencial no desenvolvimento e nutrição infantil. Mas você sabe qual é, exatamente, a importância do leite na dieta das crianças?

 

Aproximadamente 70% da massa óssea é formada até a adolescência e o principal mineral que ajuda nesse desenvolvimento é o cálcio, presente em abundância no leite. Além de auxiliar na formação dos ossos, o cálcio ajuda na manutenção e mineralização óssea, tornando o leite um alimento fundamental nessa fase.

 

Além disso, o leite é rico em uma série de nutrientes essenciais para o desenvolvimento das crianças. Sem eles, podem surgir deficiências nutricionais que podem atrapalhar todo o crescimento, como o raquitismo pela falta de vitamina D. Alguns dos nutrientes que o leite possui são: proteínas, potássio, fósforo, magnésio, vitamina A, vitamina B1, vitamina B2 e vitamina D.

 

Para garantir a absorção necessária de nutrientes, o leite deve ser consumido, diariamente, nas seguintes quantidades:

– Até os 6 meses: leite materno de acordo com a demanda; caso seja feito o uso de fórmulas infantis, o ideal é 700 mL a 1000 mL, de acordo com a fase de lactação.

– Dos 6 aos 12 meses: de 500 mL a 600 mL, dividido em três doses.

– De 1 a 6 anos: 600 mL, dividido em três doses.

Outra vantagem é que o leite costuma ser facilmente aceito por crianças, que normalmente têm dificuldade de experimentar novos alimentos, como verduras e legumes. Assim, o leite consegue suprir a necessidade de nutrientes que esses vegetais trariam. Além disso, o leite facilita a introdução de frutas à dieta, com vitaminas, por exemplo.

A partir dos 4 anos de idade, as crianças podem começar a apresentar má digestão à lactose. No entanto, como nessa fase ainda é um alimento fundamental à dieta infantil, as crianças já podem começar a consumir Lactosil! A quantidade pode variar de acordo com o grau de má digestão à lactose. Lembre-se de consultar o médico ou pediatra.